Banner

sábado, 6 de outubro de 2012


Seleção Italiana de Futebol é a segunda mais bem sucedida seleção de futebol em Copas do Mundo, tendo saído vitoriosa em quatro. Venceu também uma Eurocopa e ganhou uma medalha olímpica de ouro.
A cor tradicional da camisa da seleção é em homenagem à antiga casa real italiana de Savoia, cuja família reinou o país de1861 até 1946 e tinha como o brasão imperial a cor predominante azul claro (azzurro em italiano) e, portanto, os membros da seleção são apelidados Azzurri e a seleção, de Squadra Azzurra. Os calções são tradicionalmente brancos, e tradicionalmente também a combinação contrária (camisas e meias brancas e calções azuis) constituem o uniforme reserva. Uma triste lembrança em meio ao título na Copa do Mundo de 1938, entretanto, foi em relação ao segundo uniforme utilizado: totalmente preto, a cor do fascismo, tendo sido utilizado nas semifinais contra os anfitriões franceses. Calções pretos também foram utilizados na Copa do Mundo de 1966, no jogo contra a União Soviética.
A Itália foi a primeira seleção a conquistar duas copas do mundo consecutivamente e, a segunda a conquistar quatro títulos da Copa do Mundo ("tetracampeonato"). Em todos eles, contou com jogadores de origem italiana (considerados cidadãos italianos), nascidos em outros países: o brasileiro Anfilogino Guarisi, os argentinos Luis MontiAttilio DemaríaRaimundo Orsi e Enrique Guaita (1934); o uruguaio Michele Andreolo (1938); o líbio de nascimento Claudio Gentile (1982); o argentinoMauro Camoranesi e o inglês de nascimento Simone Perrotta (2006).
Outros oriundi famosos foram os brasileiros José "Mazzola" AltafiniAngelo SormaniDino da Costa e recentemente Thiago Motta; os uruguaios carrascos do Brasil na Copa de 1950Juan Alberto Schiaffino e Alcides Ghiggia; os argentinosHumberto Maschio e Omar Sívori; o suíço Roberto di Matteo; e o norte-americano de nascimento Giuseppe Rossi.

Desempenho em competições

Desempenho na Copa do Mundo
AnoFasePosiçãoJVE*DGPGC
Uruguai 1930Não participou-------
Flag of Italy (1861-1946).svg 1934Campeão1/165410123
França 1938Campeão1/164400115
Brasil 19501ª fase7/13210143
Suíça 19541ª fase10/16310267
Suécia 1958Não se classificou-------
Chile 19621ª fase9/16311132
Inglaterra 19661ª fase9/16310222
México 1970Vice-campeão2/166321108
Alemanha 19741ª fase10/16311154
Argentina 19782ª fase4/16741296
Espanha 1982Campeão1/247430126
México 1986Oitavas-de-final12/24412156
Itália 1990Terceiro lugar3/247610102
Estados Unidos 1994Vice-campeão2/24742185
França 1998Quartas-de-final5/32532083
Coreia do SulJapão 2002Oitavas-de-final15/32411255
Alemanha 2006Campeão1/327520122
África do Sul 20101ª fase26/32302145
Total17/194 Títulos8044211512674

*Inclui empates em jogos eliminatórios decididos nos pênaltis.
Desempenho na Eurocopa
AnoFasePGVE*DGPGC
França 1960Não participou-------
Flag of Spain under Franco.svg 1964Não se classificou-------
Itália 1968Campeão1312031
Bélgica 1972Não se classificou-------
Jugoslávia 1976Não se classificou-------
Itália 1980Quarto lugar4413021
França 1984Não se classificou-------
Alemanha 1988Semifinal4421143
Suécia 1992Não se classificou-------
Inglaterra 1996Primeira fase10311133
BélgicaPaíses Baixos 2000Final2641194
Portugal 2004Primeira fase9312032
ÁustriaSuíça 2008Quartas-de-final5412134
Total7/131 Título27111242718





terça-feira, 2 de outubro de 2012

Curiosidades da Itália

O terreno conhecido hoje como Itália foi o berço de várias culturas e povos europeus, como os Etruscos e os Romanos. A capital da Itália, Roma, foi durante séculos o centro da civilização ocidental. Mais tarde, tornou-se o berço do Renascimento e também desempenhou um papel importante no desenvolvimento da ciência e da astronomia moderna, especialmente o heliocentrismo, bem como a Universidade e a ópera.

Hoje, o significado cultural da Itália se reflete no fato do país ter o maior número de Patrimônios Mundiais da UNESCO (44) em todo o mundo e na sua riqueza nas artes, cultura e literatura de vários períodos. O país se vangloria por ter pessoas de excelência em todas as artes e ciências, polímatas, artistas e gênios, como Dante, Leonardo da Vinci, Michelangelo e Enrico Fermi.
É um membro fundador do que hoje é a União Europeia, tendo assinado o Tratado de Roma, em 1957, além de ser também um membro fundador da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). A influência política, social e militar do país na Europa faz dele uma grande potência regional, ao lado do Reino Unido, da França, da Alemanha e da Rússia.

Geografia: O terreno italiano é bastante acidentado, com os Apeninos formando o esqueleto central da península. O ponto mais alto do Itália é o Monte Branco, com seus 4810 metros, mas dois vulcões estão mais associados com o país: o Monte Etna (3.323 m), na Sicília, e o Monte Vesúvio (1281 m), perto de Nápoles.

Clima: O clima da Itália varia de região para região. O norte da Itália (Milão, Turim e Bolonha) tem um clima continental, quando ao sul de Florença apresenta o clima mediterrânico, com verões tipicamente secos e ensolarados.

Etnicidade: Os italianos são uma mistura de povos que já viviam na região, incluindo, dentre vários, os povos latinos (a Oeste), os sabinos (no vale superior do Tibre), os úmbrios (no centro), os samnitas (no Sul), oscanos, entre outros, com os etruscos que se estabeleceram no centro do país, os gregos no Sul e os celtas no Norte. Posteriormente, estabeleceram-se no Norte povos germânicos (ostrogodos, visigodos, lombardos) e, no Sul, os sarracenos (de origem árabe) e os normandos (de origem escandinava).

Economia: Segundo o PIB, a Itália foi a sétima maior economia do mundo em 2006 e a quarto maior da Europa. Segundo a OCDE, em 2004, a Itália foi a sexta maior exportadora de produtos manufaturados do mundo. Essa economia permanece dividida em um norte industrialmente desenvolvido, dominado por empresas privadas, e um menos desenvolvido e agrícola sul. As principais exportações da Itália são automóveis (Grupo Fiat, Aprilia, Ducati, Piaggio), produtos químicos, petroquímicos (Eni), eletricidade (Enel, Edison), eletrodomésticos (Merloni, Candy), tecnologia aeroespacial e de defesa (Alenia, Agusta, Finmeccanica), armas de fogo (Beretta); mas os produtos exportados mais famosos do país estão nos campos da moda (Armani, Valentino, Versace, Dolce & Gabbana, Roberto Cavalli, Benetton, Prada, Luxottica), alimentos (Ferrero, Barilla, Martini & Rossi, Campari, Parmalat), veículos de luxo (Ferrari, Maserati, Lamborghini, Pagani) e iates (Ferretti, Azimut). O Turismo também é muito importante para a economia italiana: com mais de 37 milhões de turistas por ano, a Itália é classificada como o quinto principal destino turístico do mundo
.


segunda-feira, 1 de outubro de 2012

10 pontos turísticos que devem estar no seu roteiro!



10 pontos turísticos que devem estar no seu roteiro!


Queridos, mais uma lista um tantinho subjetiva e tendenciosa que reflete as minhas experiências e paixões. Uma coisa posso garantir, são todos lugares de uma beleza estarrecedora. Recomendo que incluam cada uma dessas atrações tão especiais na suas listinhas de viagem para a Toscana. Vejam as fotos no Flickr!

Florença

1.Piazza del Duomo  - Engloba o magnífico "duomo" (catedral) de Santa Maria del Fiore, o Batisterio di San Giovanni e o Campanile. O Duomo de Florença é a quinta maior igreja européia (atrás apenas de São Pedro, no Vaticano, de San Paul, em Londres, da Catedral de Sevilha e do Duomo de Milão). Não precisa ser católico para embasbacar-se diante da fabulosa construção de mármore branco, cor-de-rosa e verde , coroada pela lindíssima cúpola de Brunelleschi, que pode ser vista de todas as partes da cidade. O conjunto arquitetônico em estilo gótico-renascentista é dono de uma beleza absurda que faz pensar imediatamente na Síndrome de Stendhal, um imenso caleidoscópio em completa harmonia!

2. Ponte Vecchio - Um dos grandes símbolos da cidade, a ponte atravessa o Rio Arno em um de seus pontos mais estreitos. É coberta pelo Corredor Vasariano (construído por Giorgio Vasari) que passa por cima dela e servia como passagem exclusiva aos Medici, ligando o Palazzo Pitti ao Palazzo Vecchio. Joalherias magníficas e famosas, enfeitam ainda mais o espaço. Leia mais aqui sobre a ponte, ela merece!

3. Piazza della Signoria - Reúne o Palazzo Vecchio, sede do poder civil, uma cópia do David de Michelangelo (o original está na Galleria della Accademia) e a fabulosa Loggia dei Lanzi (leia aqui).

4. Piazza della Repubblica - Talvez muitos a excluiriam desta lista tão restrita, mas a considero um dos locais mais mágicos da cidade. Uma atmosfera sonhadora formada por um belíssimo arco, um lindo carrossel clássico, ricos palácios de 1800, hotéis de luxo e cafés tradicionais. Além disso, é um dos redutos comerciais mais elegantes de Florença.

Siena

5. Piazza del Campo - Sem dúvida, o coração de Siena, lugar do evento de maior importância da cidade, o Palio di Siena (leia mais). Inclui ainda a Torre del Mangia (veja aqui), o majestoso Palazzo Comunale e a Fonte Gaia. Tem forma de concha semi-circular e é inteiramente pavimentada por tijolos vermelhos. Uma construção singular que respeita o formato original do terreno. Inspire-se aqui!
                                   
6. Duomo - Lindíssima construção em estilo românico-gótico em mármore branco, rosado e verde-escuro. A Catedral de Santa Maria Assunta deixa a seus pés uma de suas obras de arte mais lindas- a pavimentação. São diversos quadros resultantes de técnicas diversas.

San Gimignano

7. As torres - Na verdade a pequena cidade compõe um belíssimo cenário de cartão postal. O conjunto é sua maior beleza. Das 72 torres originais, apenas 14 restaram em pé, das quais a mais importante é a Torre Grossa, mas formam uma cena única.

Lucca

8. Muralhas - Maior exemplo europeu de muralhas construídas segundo os princípios de fortificação modernos. Impressionantes 4 quilômetros de comprimento e 450 metros de largura. Antigamente, carros podiam circular sobre ela, hoje proíbido, mas aberto ao tráfego de pedestres e bicicletas para agradáveis passeios em um grande jardim arborizado.

9. Piazza dell'Anfiteatro - Em forma elíptica, a praça foi construída sobre as ruínas de um anfiteatro romano do século II d.C. A estrutura atual é resultado de uma remodelação que aconteceu em 1800, quando então foram demolidas as pequenas construções que tinham se elevado no centro da antiga arena, e a elipse, ampliada. Cafés, restaurantes e lojas emolduram o belo espaço.

Pisa

10. Piazza dei Miracoli - O centro artístico e turístico mais importante de Pisa, hospeda a famosa "Torre Pendente", a Catedral, o Batistério e o Campo Santo. É patrimônio da humanidade da Unesco desde 1987. Um grande e bem cuidado gramado une todos os prédios do conjunto. É, sem dúvida, o lugar mais bonito da cidade.
                                                                     

                                                            

Mais comidas da Itália


Pizza
Apesar da origem não ser italiana (para quem não sabe, a pizza é originária do Egito), a receita que ficou conhecida em todo o mundo é a italiana, mais precisamente, a de Nápoles, que leva somente tomate, azeite de oliva, orégano e alho (conhecida no Brasil como “napolitana”, mas por lá é chamada de “marinara”).
Gnocchi
Um dos mais conhecidos tipos de massa, o Gnocchi (ou nhoque/inhoque aqui no Brasil) foi criado há muitos séculos atrás. Foi bastante difundido pela Europa graças ao império romano, que o levava a diferentes lugares. Originalmente era feito de semolina, mas o tipo mais popular hoje em dia é feito de batata.
Spaghetti
Apesar de sua origem não ser conhecida com certeza (pode ser árabe, chinesa ou italiana), o espaguete também obteve “fama” internacional através dos italianos, inclusive o nome é de origem italiana (uma tradução literal seria: cordinha)
Lasagna
Uma das massas mais apreciadas da Itália, a lasanha possui diversos recheios que foram criados ao longo dos tempos. Mas a tradicional lasanha leva queijo, massa e molho.
Gelatto
O tipo de sorvete mais comum da Itália, o Gelatto é bem semelhante ao sorvete tradicional, porém com menos açúcar e com menos gordura. Mas possui os mesmos sabores de um sorvete comum.

domingo, 30 de setembro de 2012

Comidas Típicas da Itália

Risoto


O risoto consiste em fritar cebola e arroz na manteiga, e aos poucos são adicionados outros ingredientes do seu gosto. É um prato típico do norte da Itália. A receita original surgiu em um casamento, onde um aprendiz quis fazer uma brincadeira com seu mestre (sua filha que estava casando), e subornou o chef para colocar açafrão no risoto.


Carpaccio
Prato criado na cidade de Veneza. A história diz que foi feito a pedido de uma cliente, que só poderia comer carne crua de acordo com seu médico. Pelo tom que ficou, acharam bem parecido com as obras do pintor Vittore Carpaccio, daí a origem do nome.
Bruschetta
O conhecido aperitivo já é bem antigo, sua criação é do séc. XV. A receita original leva somente torrada, alho, pimenta, azeite e sal. Mas há muitas variações em cima dela, a mais conhecida leva tomate e manjericão, além dos ingredientes já citados.